sábado, 12 de julho de 2014

Dicas para dar aulas de conversação

Olá colegas!

Muitos de nossos alunos somente querem aulas de conversação. Para alguns professores pode resultar muito fácil porque possuem habilidades comunicativas muito boas, para outros é uma missão impossível ficar falando por mais de uma hora.

Fora das dificuldades ou facilidades que possamos ter, há uma coisa certa, aula de conversação não é para ir a falar sobre qualquer assunto. Essas aulas devem ter um objetivo, o aluno deve ser capaz ao final da mesma de usar certo vocabulário, expressões ou estruturas.

Eu, pessoalmente divido as atividades de conversação em livres e guiadas. Vou deixar neste artigo algumas ideias para elaborar atividades de conversação que espero sejam de ajuda.

Atividades de conversação livres:

1. Selecione um texto pequeno (notícias, novelas, teatro...), use diferentes estratégias para trabalhar com ele. Ver este artigo. Depois abra uma roda de conversa e discutam sobre o assunto abordado.

2. Selecione um pedaço de filme ou um trailer, assista o mesmo usando diferentes estratégias. Ver este artigo. Depois opinem sobre o tema, se for possível comparem com a realidade brasileira ou peça para mudar uma cena ou para inventar o final em conjunto.

3. Selecione uma música, use diferentes estratégias para trabalhar com ela. Ver este artigo. Peça para os alunos opinar. Selecione frases da música para que eles criem outra frase antônima ou sinônima da mesma...

Atividades de conversação guiadas:

Quase sempre uso estas, é importante que os alunos aprendam estruturas novas. Na minha opinião os níveis de complexidade vão aumentando, primeiro meu aluno aprende a usar vocabuário, depois frases feitas e depois ele vai elaborando suas próprias frases. Seguem algumas ideias.

1. Você pode usar textos, músicas e filmes também, porém as atividades estão direcionadas a aprender X coisas. Por exemplo. Selecionamos uma música que tem como objetivo opinar, apresentamos a música para o aluno, sublinhamos as estruturas como: “yo pienso que”, “yo creo que” , “me parece que”, depois lhes entregamos temas, fotos que representem situações polêmicas e os alunos devem opinar usando as estruturas apresentadas na música. Exemplo: Yo pienso que las guerras deben dejar de existir.

2. Outra atvidade muito boa são as situações. Você cria uma situação para o aluno A e outra para o alunos B e estes devem reagir segundo o recomendado. Ver este artigo.

3. As entrevistas são boas atividades de conversação. Você elabora um conjunto de perguntas sobre um tema e as entrega, em duplas os alunos se perguntam e depois eles podem dizer o que têm em comum, em que diferem, o que acharam interessante do colega.

4. Uma atividade produtiva é aquela que ensinamos expressões feitas, as apresentamos para o aluno e depois lhe damos situações para que reajam usando as expressões aprendidas.

Existem muitas ideias, deixo dois links com muitas mais atividades.


Boas aulas!

2 comentários:

  1. Gostei muito! obrigada pela ajuda. OBS: O segundo link não está abrindo.

    ResponderExcluir
  2. Fico feliz de que tenha gostado, muitas vezes os sites tiram o conteúdo do ar, deve ter acontecido isso com esse link, como não é conteúdo próprio não tenho como arrumá-lo, lamento não poder ajudar desta vez. Um abraço!

    ResponderExcluir

Sua mensagem ao ser recebida ficará aguardando aprovação. Volte em breve que terá resposta. Obrigada por participar do blog!