sábado, 1 de março de 2014

Gestão de projetos - Curso de formação para coordenadores pedagógicos em escolas de idiomas

Olá colegas!

Esta é nossa última dica do curso de gestão pedagógica. Fecharemos com o tema “Gestão de Projetos”.

Seguramente muitos terão lido ou escutado falar de gestão de projetos, mas não é meu objetivo me adentrar em um tema tão complexo, assim que farei um resumo ligado àquilo que nos interessa como coordenadores de escolas de idiomas.

Um projeto tem início, meio e fim. Na prática tomo cada semestre como um projeto formado por mini-projetos. Quero me centrar em três mini-projetos: os cursos, os workshops e os certificados.

Você sabe que diferencia uma escola exitosa de uma escola fracassada? Uma palavra só: ÊXITO. Para que nossa escola fique no grupo de escolas de êxito precisamos ter visão do futuro para poder identificar novas oportunidades, oportunidades que dependem de nosso dom como observadores, questionadores e inovadores.

Para que você visualize o que é uma oportunidade colocarei dois exemplos.

Exemplo # 1

Imagine duas escolas. A escola A é uma escola tradicional, somente tem lousa tradicional e uma rádio. A escola B segue as tendências do mercado e tem em sala de aula uma lousa digital, TV, vídeo, computadores com internet, etc.

Quando um aluno visita a escola A e a escola B ele coloca em uma balança os serviços e produtos que ambas oferecem. Adivinhe por qual das duas ele vai decidir? Está claro, pela escola B.

Com o passo do tempo a escola A terá que fechar as portas, você e sua equipe de trabalho ficarão sem emprego. Coisa que poderia ter-se evitado olhando para o futuro.

Exemplo # 2

Imagine duas escolas. A escola A é tradicional, somente oferece cursos presenciais. A escola B, ligada no mundo atual, percebeu que cada dia as pessoas têm menos tempo e que surgiu uma modalidade de ensino nova: as aulas por Skype, assim que ela decide criar um novo produto.

Para onde vão aqueles alunos sem tempo para se locomover até a escola física. Está claro que vão para a escola B. Com isso a escola B vai se fortalecendo e a escola A vai ficando limitada a alunos com tempo de estudar nela.

Vamos levar essas duas experiências aos três mini-projetos citados acima.

Os cursos

Afortunadamente as coisas mudam. Cada semestre você deve sentar-se com o dono da escola e os professores a observar o mercado, identificar as novas oportunidades que estão surgindo, estas devem ser analisadas e colocadas em prática se forem viáveis.

Elementos que devemos ter presentes para gerenciar os cursos:

1. Identificar oportunidades: constantemente surgem oportunidades de criar novos cursos: cursos por Skype, cursos para ENEM, cursos para negócios, cursos para crianças, cursos para viagens, etc. Se você não evoluciona com as novas necessidades dos clientes a escola irá à falência.

2. Identificar produtos existentes: ao analisar produtos existentes podemos identificar ideias novas, novos nichos de mercado ou soluções para melhorar aspetos deficientes dos cursos já existentes.

3. Identificar tendências da sociedade: constantemente temos que olhar para a sociedade, enxergar o futuro e tudo aquilo que nos possa colocar pela frente dos outros.

4. Fazer uma lista com as necessidades dos clientes: as necessidades dos clientes são desejos e demandas. Essas demandas são os principais elementos que nos ajudam a decidir se é viável criar um novo curso, produto ou serviço.

5. Escutar a voz do produto: temos que avaliar os produtos velhos e novos e analisar as possíveis mudanças que podem sofrer. Ao criar um produto novo temos que nos perguntar se ele poderá ser adaptado, mudado, substituído, multiplicado... O uso da voz do produto implica questionar as possibilidades de melhoramento.

Antes de criar um novo produto temos que analisar os aspetos positivos e negativos para não nos tropeçar com surpresas desagradáveis no futuro.

Os workshops

São poucas as escolas que fazem uso deste recurso. Recomendo repensar a possibilidade de incluir este serviço no cardápio da sua escola, sabe por quê?

Porque é um espaço de interação, alunos do mesmo nível ou de níveis diferentes trocam ideias, experiências e opiniões, é um espaço para se divertir, aprender e relaxar.

Os workshops devem ser grátis para o aluno. Você deve tomar fotos do evento e publicar na página ou facebook da escola, também as pode colocar em alguma parede da escola para que alunos que venham a conhecê-la tenham um motivo mais para ficar com vocês.

A frequência dos workshops deve ser a cada dois meses e sobre temas não abordados em sala de aula. Por exemplo: fazer uma exposição de pratos típicos dos países hispânicos. Cada grupo deve trazer um e falar para os demais como se faz, quando se come, qual a origem, etc.

Os encontros devem ser divertidos para que cada dia assistam mais alunos.

Os certificados

Não é segredo que a grande maioria dos alunos estudam para obter um certificado. Faça da entrega do certificado um momento especial e significativo para o aluno.

A diversificação dos cursos traz consigo a diversificação dos certificados, já imaginou um aluno além de ter um certificado em espanhol que respalde que ele fala a língua, ter um especializado em negócios?

Pense em isso, faça de sua escola uma escola de êxito e não esqueça que para chegar lá o degrau mais importante é a equipe de professores.

Índice do curso

Espero que o curso tenha sido proveitoso. Muita sorte!!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem ao ser recebida ficará aguardando aprovação. Volte em breve que terá resposta. Obrigada por participar do blog!