sábado, 30 de março de 2013

Já estamos no Facebook

Olá colegas, já estamos no facebook!
 Decidi criar uma página nossa para compartilhar eventos, novidades e coisas que possam ser do interesse de todos. Passe por lá, dê um like, una-se a esta comunidade e fique por dentro das novidades: cursos, dicas, atividades, lançamento de livros, músicas, vídeos e muito mais.
 O enlace está na parte superior da coluna direita, mas o deixarei no final deste post também. Participe de
Nosso Facebook

Grande abraço!

quarta-feira, 27 de março de 2013

Atividades: Dicas para Introduzir o Pretérito Perfecto Compuesto de Indicativo


Olá colegas!

Vou começar a escrever um conjunto de artigos com dicas para introduzir os tempos do modo indicativo, já fizemos isso com o modo subjuntivo. Vou iniciar com os passados e o primeiro será o Pretérito Perfecto de Indicativo. Para lembrar da conjugação, dos usos, dos particípios irregulares recomendo acessar a Bomespanhol.

- Para introduzir este tempo entrego para os alunos o seguinte e-mail e peço para ler e prestar muita atenção nas palavras sublinhadas. Para baixar a imagem no tamanho original (grande) clique nela.



- Depois dos alunos ler, peço para eles se colocar no lugar da menina, é dizer, eles farão da garota e tem que ir me dizendo o que têm feito durante o dia. O objetivo é colocar na lousa os verbos na primeira pessoa do singular.

- O próximo passo é perguntar se essas ações estão em presente, passado ou futuro. A resposta deve ser passado. Nesse momento você apresenta o tempo, fala que é um passado perto do presente, que é composto, que pode ser acompanhado pelos marcadores temporais "hoy, esta mañana, esta tarde, esta noche, esta semana, este mes, este año, etc.", que se forma com o verbo "haber" conjugado em presente de indicativo mais um particípio e explica a formação dos particípios regulares.

- Já eles sabendo conjugar os verbos nesse tempo, peço para dizer o que a menina fez durante o dia. O objetivo é que passem os verbos da primeira pessoa do singular para a terceira do singular. Exemplo: Su día ha sido normal. Se ha levantado...

- Depois disso formo duplas para que eles conversar sobre o que têm feito durante o dia todo. Vou seguindo as conversas e se alguém errar vou corrigindo. O mais difícil deste tempo é que eles mudem na cabeça o  verbo "ter" dos tempos compostos do português pelo verbo "haber" nos tempos compostos do espanhol, é uma longa luta. Posteriormente uso esta música:


- É uma música muito rápida, mas tem muitos verbos neste tempo. Minha sugestão é tirar os verbos dela e colocá-los em cartões com um número, para quando eles escutem, coloquem o número do verbo. Em resumo, você entrega a letra da música com os espaços em branco junto com os verbos conjugados em cartões, não pode colocar os números nos verbos na mesma ordem que aparecem na música.

- Coloco a música três vezes e depois verificamos. Divido a lousa em três e peço para eles me dizer o infinitivo dos verbos e os vou colocando na coluna de verbos terminados em -ar, -er ou ir. O objetivo é perceber que há verbos irregulares. Nesse momento lhes apresento dez particípios irregulares que há que memorizar. Eu uso estes:


abrir - abierto
morir - muerto
cubrir - cubierto
poner - puesto
decir - dicho
romper - roto
escribir - escrito
volver - vuelto
hacer - hecho
ver - visto

- Primeiro os repetimos, depois faço o jogo da memória. O aluno A diz "abrir - abierto", o B diz "abrir - abierto, cubrir - cubierto" e assim sucessivamente. Depois com esses mesmos particípios levo cartões e divido o grupo em duas equipes, cada aluno vai pegando um verbo em infinitivo e fazendo uma frase com ele em Pretérito Perfecto.

- Para encerrar, se possível, uso este jogo.

- Por último entrego este questionário para eles conversar em dupla. Insista em que deem respostas compridas.

Questionário

1. ¿Has estado en algún país de Latinoamérica?

2. ¿Has trabajado como voluntario alguna vez?

3. ¿Has tenido algún accidente de tráfico?

4. ¿Has perdido alguna vez alguna cosa de valor?

5. ¿Has sido traicionado alguna vez por un amigo?

6. ¿Has comido paella?

7. ¿Has cantado alguna vez en público?

8. ¿Has visto alguna película argentina?

9. ¿Has hecho teatro alguna vez?

10. ¿Has tenido días de mucha mala suerte?

- O objetivo é que eles pratiquem diálogos como estes e fixem as estruturas em negrita.

Diálogo A

A: ¿Has estado en algún país de Latinoamérica?
B: Sí, ya he estado en Perú. ¿Y tú?
A: Yo también/ Yo no

Diálogo B

A: ¿Has estado en algún país de Latinoamérica?
B: No, todavía no. ¿Y tú?
A: Yo tampoco/ Yo sí

- Você deve deixar os diálogos visíveis para eles se guiarem. Por outra parte estimule a seguir a conversa depois de praticar essa estrutura, por exemplo, no caso de ter visitado Peru, podem comentar como foi a viagem, etc. Tudo isso é em dupla, eu fico caminhando por toda a sala e escutando, se alguém fala errado o corrijo. Fica muito chato eles falar somente a parte das estruturas, insisto, estimule a seguir a conversa, esse deve ser o início, mas não o final.

Boas aulas!

sexta-feira, 22 de março de 2013

Situações para aulas de conversação em espanhol

Criar situações para conversar em sala de aula não é muito fácil, vou deixar alguns exemplos.
Nesta atividade dou uma situação e uma resposta a cada aluno, um aluno lê a situação que lhe tocou e quem tiver a resposta para essa situação deve responder. O aluno que leu a situação deve concordar ou não com o colega e explicar o porquê de sua resposta, depois ele deve escolher outro companheiro e perguntar: ¿Y tú qué haría?

Situações:

1. Es de noche y vas caminando solo por la calle. Un gatico te sigue: cuando tú te paras, él se para y te mira con carita de pena. ¿Llevarlo a casa? Tu piso es muy pequeño y a tu familia no le gustan los animales. Por otra parte, un gatico tan pequeño acabará bajo las ruedas de algún coche. ¿Te lo llevas a casa?

2. Hoy sales del trabajo con un compañero y los dos os dirigís hacia la parada de autobús: no sois amigos, solo conocidos; habláis del tiempo, de las vacaciones... Al pasar junto a un contenedor de basura ves una pila de ropas que alguien ha dejado allí. Eso parece una chaqueta y el color es bonito. ¿Será de mi talla?, piensas tú. ¿Coges algo de la pila de ropa?

3. Trabajas como señora de limpieza en casa de gente muy rica... y muy tacaña. Te pagan mal y decides hablar con ellos para pedir un aumento de sueldo. Se niegan y te dicen: “Si no te conviene el trabajo, pues búscate otro.” No puedes elegir, necesitas el trabajo y te quedas. Pero mientras estás limpiando el cuarto de baño, los cepillos de diente caen accidentalmente en la taza del váter. ¿Los desinfectas concienzudamente?

4. En una clase hay un chico empollón y presumido. Siempre que saca más notas que tú, te la refriega por las narices; pero, no se sabe porqué, desde hace una semana, este chico falta mucho a clase. Un día este empollón te pide tus apuentes de clase para el examen de historia que habrá dentro de dos días. ¿Se los dejas para que los fotocopie?

5. Vas en metro, el vagón está bastante vacío, habrá unas quince personas. Se cierran las puertas del vagón y te das cuenta de que un chico vestido con cazadora de cuero está metiendo la mano en el bolso de una señora y saca algo de él. La pobre señora no se ha dado cuenta de nada. ¿Avisas a la señora?

6. Estás sentado en una parada de autobús y, mientras esperas, vas comiendo un bocadillo de chorizo. De repente un coche para a tu lado, un chico joven baja la ventanilla y te dice que eres la persona más interesante que nunca haya visto y se ofrece a llevarte adonde haga falta. ¿Aceptas su invitación?

7. Hace meses que buscas trabajo, pero no encuentras nada. Un día te ofrecen un trabajo en una fábrica de minas antipersona. El salario y el horario del trabajo no está mal. ¿Aceptas?

8. Llueve mucho y como todo el mundo, coges un paraguas para salir a la calle. Vas al super del barrio, allí dejas tu paraguas en una papelera que está al lado de la puerta de entrada. Cargas en el carrito las cosas que necesitas, te pones a la cola para pagar y cuando es tu turno, pagas. Pero, al recoger el paraguas de la papelera, descubres que no está y sigue lloviendo a cántaros. ¿Coges otro paraguas?

9. Estás en el cine sentado tranquilamente, esperas como todo el mundo a que empiece la película. De repente oyes un estornudo y sientes algo húmedo en la nuca; te vuelves y ves a dos niños asustados. ¿Les dices algo?

10. Has suspendido un examen con un 4,5. Sabes de un chico que el curso pasado en el mismo caso fue a llorarle al profesor y aprobó. ¿Vas a llorarle tú al profesor?


















































Possíveis respostas:

No, prefiero los perros

No, no me gustaría pillar una enfermedad de la piel.

No, cada uno recibe el servicio que paga.

Sí, los de la evaluación pasada. ¡ Qué despistada soy!

No, en el mundo tiene que haber de todo y los ladrones también tienen derecho a vivir.

Sí. Pobre chico, él no sabe que en el patio de mi casa tengo enterrados veinte cadáveres.

Sí, siempre he querido ser un saboteador.

Sí, tonto el último.

Sí, les pido un pañuelo, me limpio los mocos y se lo devuelvo. Al césar lo que es del César.

No, si me han puesto un 4,5 es porque me lo merezco.
























Devem recortar as situações e as respostas e entregar uma de cada a cada aluno, não pode coincidir a resposta com a situação.

Como nosso tempo é muito curto, as vezes criar atividades fica difícil e ter coisas boas prontas pode resolver nosso problema, deixo alguns livros bons com atividades de conversação e jogos prontos:

- LÓPEZ, María Rosa. Hablemos en clase. Madrid: Edinumen, 2008.
- LÓPEZ LLEBOT, Gloria. Juguemos en clase. Edinumen, 2000.
- LÓPEZ LLEBOT, Gloria. Jugos con palabras. Edinumen, 2009.
- LÓPEZ LLEBOT, Gloria. Conversamos en clase. Edinumen, 2009.

Boas aulas!

quinta-feira, 21 de março de 2013

Dicas para preparar uma aula de espanhol


Ultimamente muitos colegas estão entrando no blog mediante as seguintes palavras-chave: Como preparar uma boa aula de espanhol?

Não existe uma resposta certa para essa pergunta mas, de certa forma, em cada artigo deste blog há dicas para o desenvolvimento de uma boa aula segundo meu ponto de vista, especialmente no artigo do Plano de aula. Como não havia nenhum artigo que falasse diretamente do assunto, decidi deixar algumas dicas para elaborar uma "boa aula" de espanhol, meus segredinhos são os seguintes:

Selecionar um material que serva de guia, isso é, um livro didático. Você pode ter uma apostila própria, ou seguir o livro da escola. O importante é ter a coluna vertebral do curso, o resto são enfeites para fazer da aula um encontro agradável e para completar aquilo que não está no livro.

Hoje em dia as coisas são mais fáceis, o livro didático está dividido em unidades e em cada uma já estão estabelecidos os objetivos linguísticos, gramaticais, culturais, etc. Metade do caminho andado. Seguindo os objetivos do livro você já sabe aquilo que seu aluno deve dominar ao terminar a unidade. Como se fosse pouco, os materiais até vêm com o guia do professor que explica passo a passo como trabalhar os conteúdos.

Resulta que às vezes os livros não são tão bons e você precisa enfeitá-los com atividades extras. - Posso levar qualquer atividade? É claro que não. Se você está trabalhando as partes do corpo, tem que levar jogos, músicas, textos, etc. relacionados ao tema e ao objetivo da aula. Para isso você precisa conhecer sites que possam auxiliá-lo, recomendo o artigo dos Recursos para as aulas de espanhol, porém, resulta que às vezes não encontramos aquilo que precisamos e a resposta é simples: você terá que criar a atividade.

No inicio de minha carreira eu seguia rigidamente o planejamento, depois de unidade um ia a unidade dois, e nem sempre é assim, depois de cada unidade, você deve fazer uma avaliação de seus alunos para ver se realmente atingiram os objetivos. – Uma prova? Claro que não, durante as aulas você deve observar se eles tiveram ou não dificuldades em desenvolver as atividades. Caso positivo, você precisa criar exercícios para eliminar essas lacunas, não adianta seguir em frente, você precisa parar e trabalhar as dificuldades. A má notícia é que as atividades para esses alunos são personalizadas e você terá que criá-las sem perder de vista o problema dos alunos, o objetivo é eliminar esse problema.

Depois de cinco anos de experiência e de ter trabalhado em quase toda escola de idioma, mesmo que não goste nem um pouco, tenho que reconhecer que a metodologia mais eficaz é a da Wizard. – Qual o segredo? Li em algum lugar que somente memorizamos algo se o repetimos no mínimo cinco vezes.

Exatamente, repetir é a clave do êxito, mas como eu já disse não gosto dessa metodologia e descobri que posso fazer que meu aluno repita várias vezes uma atividade sem ser a mesma. Um exemplo, eu quero que ele memorize um modismo, em uma atividade ele vai relacionar o modismo com o significado, em outra lhe dou o modismo como um quebra-cabeça para ele montar, em outra levo uma situação para ele completar com o modismo, em outra faço um bingo, em outra coloco música e quem ficar fora da cadeira deve criar uma situação na que possa ser usado, em fim, exploro todas as possibilidades em que possa repetir o vocabulário. Lembro, nunca mais de dez palavras, dez modismos, dez verbos, etc., e sempre os mesmos, eles não vão decorar mais do que isso.

Grether, com isso minha aula já está pronta? – Claro que não. Sua aula estará pronta quando você conseguir ter tudo organizado. Você nunca teve professores que entravam em sala de aula e perguntavam: – Por onde ficamos? Espero que você nunca faça isso, é o maior erro de um professor, a imagem que passa é de ser desorganizado, de não preparar as aulas, de chegar a dar a primeira coisa que encontrou na internet.

 – Puxa Grether, como faço para no esquecer as coisas? Fácil, eu não esqueço nada porque anoto tudo. Se o aluno quer algum material ou eu prometo alguma coisa para a próxima aula, no final do horário anoto tudo na agenda. Quando chego a casa, coloco na planilha de cada grupo a presença, a ausência, a unidade, as atividades extras, tudo, tudo. Eu sempre preparo a aula, por que não colocar já na planilha o que vai ser dado? O problema é que às vezes não conseguimos fazer tudo o planejado ou fazemos mais do previsto quando temos que sacar da manga a atividade extra, é assim mesmo, trabalhamos com seres humanos. Por isso, na planilha vai aquilo que foi feito na aula; assim, quando vou preparar a próxima sei exatamente em que parte eu fiquei e se tenho alguma coisa que levar. Deixo um exemplo da planilha no final das dicas que devem abrir em tamanho original fazendo click nela para poder ler.

Maravilha, agora sim minha aula será muito boa. A verdade é que não. Essa é a parte que você pode e deve planejar, há uma parte que determinará se você é bom ou não, a hora da verdade é quando os alunos perguntam alguma coisa. Você não pode saber tudo, não é dicionário, pode falar que não conhece uma gíria de outro país, um prato ou algum fato cultural, são muitos países, mas você não pode falhar em perguntas gramaticais ou de ortografia. É sua responsabilidade saber e somente conseguirá isso estudando e estudando muito. Sempre se aprende alguma coisa nova.

Acredito que essas dicas, ser pontual, cumprir sempre o prometido, ser gentil e ter certa dose de humor são meus segredinhos para fazer da minha aula uma boa opção. Lembre, somos atores e cada aula é uma peça diferente.

Boas aulas!

terça-feira, 19 de março de 2013

Atividade: uma revisão das preposições em espanhol.

As preposições são parte importante da língua e podemos sentir certa dificuldade na hora de fazer atividades com elas. Pessoalmente as vou introduzindo aos poucos durante os diferentes níveis. Esta atividade a realizo com alunos do "Nuevo Ele 4" (nível avançado) porque os alunos já devem ter certa base, trata-se de uma revisão que lhes ajudará a fixar os usos destas partículas. 
O primeiro que faço é entregar uma cópia para cada dupla do seguinte texto junto com uma cópia da imagem que segue logo e peço para ler o texto, marcar as preposições e usando a imagem determinar o significado que têm dentro do texto.


Texto

Noviembre es la llave con la que se abre la puerta hacia algo nuevo que a su vez tendrá que ser renovado por otra tendencia, u otro movimiento, durante el peíodo de decadencia del primero. Con esto se evitará cualquier forma de absolutismo, de verdad inamovible que pueda llevarnos hacia una única y exclusiva forma de pensar, ya sea en el arte, en la política o hasta en el día a día.
Noviembre es principalmente el movimiento frente al estancamiento de la ideas, que lucha contra el esceptismo por ser el principal asesino de toda forma de creación. Para entender a los participantes de Noviembre hay que verlos como generadores de movimiento, y por lo tanto de creación, de futuro, de vida.
Entre los poetas que más admiro se encuentra Gabriel Celaya. Escribió que la poesía era un arma cargada de futuro. Creo que el arte, y el teatro en particular son, y deben de ser un arma. Es una película que trata sobre el inconformismo que nunca pierde la capacidad de autocrítica. Noviembre no se puede entender sin compartir la ilusión de que todavía el mundo y las cosas se pueden cambiar.
Fonte: Gutiérrez, Esther. En acción: curso de español. España. Enclave - ELE, 2010, p.83
Imagem


Essa imagem deve imprimir-se no tamanho original para poder enxergar as letras, faça click nela, ver no tamanho original e baixar. 
Depois disso, dou uma preposição ou duas, depende da quantidade de usos que tenha, para que cada aluno explique aos colegas quando usar-las e coloque um exemplo. 
Posteriormente, essa mesma imagem eu a recorto como o quebra-cabeça que é, divido o grupo em duas equipes, um membro elige uma preposição, faz uma frase e a equipe contrária deve adivinhar o uso que tem a a mesma dentro dessa frase.
Adoro fechar estar revisão com o jogo que lhes vou a deixar porque além de aprender a usar as preposições podem ser lembrados ou introduzidos muitos aspeitos culturais da Espanha.
- Jogo

Boas aulas!

segunda-feira, 4 de março de 2013

Música para trabalhar presente de indicativo e a estrutura que expressa obrigação 'tener + que + infinitivo' com crianças em espanhol

Outra música interessante. Serve para trabalhar a estrutura que indica obrigação "tener  + que + infinitivo" com crianças, você também pode usar com adultos, eles aceitam e se divertem muito com coisas da infância, às vezes mais que as próprias crianças.


Segue a letra com os verbos em presente de indicativo em negrita para que você possa decidir a melhor forma de trabalhar a música. Se precisa de idéias pode ser útil o post: A música nas aulas de espanhol.


Juan "me tiene sin cuidado"
Es un chico más que descuidado
Su abuelita lo reprende
Para ver si Juan aprende:

- Juan te tienes que bañar.
- Juan te tienes que peinar.
- Juan que estás muy desgreñado.

- Bah! me tiene sin cuidado 

En todo el barrio no hay
Otro niño igual que Juan
Su abuelita lo reprende
Para ver si Juan aprende:

- Juan tú tienes que cambiar
- Juan tú tienes que estudiar
- Juan te van a suspender
- Juan, no me hagas padecer

- Bah! me tiene sin cuidado (x4)

Juan, me tiene sin cuidado
Una tarde se subió al tejado
Su abuelita que lo vio
Asustada así gritó:

- Juan, no seas tan malcriado
- Juan, baja del tejado
- Juan, debes obedecer
- Juan, que te vas a caer

- Bah! me tiene sin cuidado (x2)
 BIM BOM BAM!

Juan terminó con un chichón
Como un melón
Y la canción  ya se acabó
Y que te sirva de lección


Você pode determinar como usar a música segundo seus objetivos, como eu  uso "Juan el malcriado" para trabalhar a estrutura "tener + que + infinitivo" o que faço é colocar as palavras da música em cor marrom ampliadas na parede para que as crianças as peguem ao escutá-las, porém com essa música você pode trabalhar outros pontos gramaticais como o presente de indicativo, o presente de subjuntivo, o imperativo e o pretérito indefinido, dá a possibilidade de trabalhar todos eles.
Depois dessa atividade entrego a letra da música para que as crianças leiam enquanto escutam e a coloco mais uma vez, as crianças podem cantar, vai depender delas, não as obrigue, pode fazer que elas se sintam ameaçadas e façam rejeição ao espanhol. Posteriormente lhes pergunto que coisas, segundo a avó de Juan, ele deve fazer e as coloco na lousa. Seguidamente pergunto se eles fazem essas coisas também e que outras coisas fazem além dessa. Vou anotando na lousa. Ao final, em grupo, vou conjugando os verbos das atividades que cotidianamente eles fazem como obrigação: Tengo que hacer la cama, tengo que estudiar, etc., e faço eles repetir comigo. Finalmente explico que para expressar obrigação se usa a estrutura "tener + que + infinitivo" e peço para fazer um pequeno texto de lição de casa dizendo as coisas que tem que fazem cotidianamente. Peça para eles anotar as atividades cotidianas que você escreveu na lousa para que posteriormente tenham uma guia à hora de escrever o texto sozinhos. 
Com criança você deve tomar cuidado, para elas os comandos devem estar claros e ter um exemplo anterior para poder fazer depois sozinhos.
A música dá cobertura para fazer uma roda de conversa e discutir se eles devem ou não ter obrigações, qual a importância de ter obrigações e obedecer aos pais, que seria deles no futuro se desde crianças não têm obrigações. Com adultos também dá para ter essa conversa, das obrigações deles e da importância de dar obrigações para os filhos.
Boas aulas!

Atividade com música para trabalhar tarefas domésticas em espanhol

Olá colegas! 

Outra música de minha infância, excelente para trabalhar as tarefas domésticas com crianças e com adultos; contar histórias usando o pretérito imperfecto e o pretérito indefinido; também pode ser usada para trabalhar diminutivos .  


Deixo a letra da música e depois dela está a explicação das atividades.

Hormiguita retozona

Hormiguita retozona no hacía más que jugar
y su mami le decía: ven y ayúdame a lavar

!A lavar mami! es que mira tengo una heridita en un dedo
Y cuando lavo la ropa me duele mucho

Hormiguita retozona no hacía más que jugar
y su mami le decía: ven y ayúdame a planchar

!A planchar! Mami, y si me quemo te quedas sin niña
No, no, mejor plancha tú

Hormiguita retozona no hacía más que reír
y su mami le decía: ven y ayúdame a zurcir

!A zurcir mamita! eso ya no se usa
¿Por qué no me compras un vestidito nuevo?

Hormiguita retozona no hacía más que jugar

y su mami le decía: ven y ayúdame a fregar

Mamita tú siempre me dices que friegue
Pero es que si se me rompe un plato
Después castigas a la hormiguita
¿Tú crees que yo soy boba?

Hormiguita retozona no hacía más que decir

Oye mamita mira, no te pongas brava
Pero ya yo te he dicho que yo no quiero
Ni fregar, ni zurcir, ni puedo lavar
Y tampoco puedo planchar porque me quemo
Yo lo que quiero es jugar y jugar

Pero un día la mamá de hormiguita retozona 
Pescó una gripe tan fuerte que parecía  otra persona
No se pudo levantar
No pudo lavar la ropa
Como nadie la ayudaba
No tuvo un plato de sopa
Ella tenía mucha fiebre
Y temblaba, pobrecita

Horguiguita retozona estaba muy asustadita
Horguiguita retozona sintió ganas de llorar
Y de pronto dijo así:

Pobrecita mi mamita
Yo la tengo que ayudar

Fue a la cocina y cogió
Para la sopa una olla
La llenó de agua con sal
Y le puso una cebolla
Le echó carne, zanahoria,
Papa, tomate y maíz.
Puso frijoles y fideos
Ajo porro y un ají

La mamita se tomó
Una sopa muy sabrosa
Y hormiguita cariñosa le dijo:
!Mami  reposa!

Hormiguita retozona
Desde ese día juró
Ayudar a su mamita
Y su promesa cumplió

Hormiguita retozona
Fue muy dichosa y creció
Ayudando a su mamita
Y mi cuento se acabó

Passo a passo

1. Entregar a letra da música para ler enquanto escutam.

2. Perguntar quais são as tarefas domésticas que aparecem na música, escrever na lousa e perguntar quais outras eles conhecem, escrevê-las também na lousa.

3. Entregar a seguinte imagem e repetir todos junto.


- Peça para escolher cinco tarefas doméstica e façam um bingo.

- Posteriormente, entregue esta outra imagem para eles escrever os nomes das tarefas. Corrija em grupo.



- Faça este jogo: Aluno 1 diz: limpiar; Aluno 2 diz: limpiar y lavar la ropa; Aluno 3 diz: limpiar, lavar la ropa y cocinar, etc. 

- Em duplas peça para perguntar com que frequência fazem essas tarefas. Podem usar estas expressões:


Exemplo:

A: ¿Con qué frecuencia lavas?
B: No lavo casi nunca, lava mi mamá.

Para baixar as imagens em tamanho original clique nelas. Para que as imagens fiquem legível têm que ser colocada em um word 100% antes de imprimir.

Outra atividade muito boa, mas é online.

Eu uso esta música para aprender tarefas domésticas, mas se você quiser aproveitar a história pode pedir para os alunos recontar o que aconteceu com a formiguinha. Depois pode entregar para eles uma foto de um sapato, de um lápis, de um cachorro, etc., para que criem, em grupo, uma pequena história que devem contar posteriormente para os colegas. Com esta atividade se exploram os passados.

Com crianças você pode fazer igual, mas no diálogo eles podem falar da frequência com que os pais fazem essas tarefas. Também podem dramatizar a história. Duas alunas fazem da formiguinha e da mãe e o resto do grupo fica de coro.

Boas aulas!

Música para trabalhar os alimentos com crianças em espanhol

Olá!

Mais sugestões de música, esta serve para trabalhar os alimentos e os talheres com crianças e adultos. Espero seja de ajuda.


Deixo algumas atividades relacionadas aos alimentos:
Atividade #1
Atividade #2
Atividade #3

Boas aulas

Atividade com música para trabalhar o verbo "doler" e as partes do corpo com crianças em espanhol

Olá colegas!

Esta música me traz boas lembrança da infância. É excelente para trabalhar o verbo "doler". Como pre-requisito os alunos já devem saber as partes do corpo. Vou deixar a letra da música e depois um passo a passo.


A mi burro, a mi burro

A mi burro, a mi burro 
Le duele la cabeza 
El médico le ha dado
Una gorrita gruesa 

Una gorrita 
gruesa
Mi burro enfermo está (X2) 

A mi burro, a mi burro 
Le duelen las orejas
El médico le ha dicho

Que las ponga muy tiesas 

Que las ponga muy tiesas 
Una gorrita gruesa
Mi burro enfermo está (x2)

A mi burro, a mi burro 
Le duele la garganta 
El médico le ha dado
Una bufanda blanca 

Una bufanda blanca 

Que las ponga muy tiesas

Una gorrita gruesa
Mi burro enfermo está (x2) 

A mi burro, a mi burro 
Le duele el corazón 
El médico le ha dado
Gotitas de limón 
Gotitas de limón 
Una bufanda blanca, 
Que las ponga muy tiesas
Una gorrita gruesa
Mi burro enfermo está (x2)

A mi burro, a mi burro 
Le duelen la pancita
Y el médico le ha dado

Una taza de agüita

Una taza de  agüita
Gotitas de limón 
Una bufanda blanca 
Que las ponga muy tiesas
Una gorrita gruesa
Mi burro enfermo está (x2)

A mi burro, a mi burro 
Le duelen las rodillas
Y el médico le ha dicho

Que tome diez pastillas

Que tome diez pastillas
Una taza de  agüita
Gotitas de limón 
Una bufanda blanca 
Que las ponga muy tiesas
Una gorrita gruesa
Mi burro enfermo está (x2)

A mi burro, a mi burro 
Le duelen la pezuñas
Y el médico le ha dicho

Que se corte las uñas

Que se corte las uñas
Que tome diez pastillas
Una taza de  agüita
Gotitas de limón 
Una bufanda blanca 
Que las ponga muy tiesas
Una gorrita gruesa
Mi burro enfermo está (x2)

Con tantos remedios
Mi burro ya está sano
Y al médico saluda
Dándole la mano

Dándole la mano
Que se corte las uñas
Que tome diez pastillas
Una taza de aguita
Gotitas de limón 
Una bufanda blanca 
Que las ponga muy tiesas
Una gorrita gruesa
Mi burro sano está (x2)

Primeiramente, lembro que este verbo se conjuga igual que "gustar", maioritariamente se usa  com as terceiras pessoas "duele" e "duelen". Como são crianças só me interessa que aprendam a usar essas duas formas e os pronomes (le) da terceira pessoa do singular e (me) da primeira do singular.




Passo a Passo

1. Entregar a letra da música para eles ler enquanto escutam. Convide às crianças a cantar.
2. Quando a música parar pergunte que lhe passa ao burro e depois que lhe dói.
3. Quando as crianças começarem a falar o que lhe dói ao burro, divida a lousa em duas partes, em uma coloque "duele" e na outra "duelen" e pergunte em que parte da lousa colocariam as partes do corpo e pergunte por que. O objetivo é que eles sozinhos cheguem à conclusão de que se usa "duele" para singular e "duelen" para plural. Coloque o verbo doer com o pronome "le". Exemplo: le duele la cabeza.
4. Quando terminarem pergunte para eles quando usamos "duele" e "duelen" em modo de conclusão.
5. Fale que você também está doente e comece a escrever: A mí me duele el corazón. A mí me duele la cabeza, etc. 
6. Depois explique que quando falamos daquilo que nos dói, usamos "A mí me" e quando falamos daquilo que dói a outros, usamos "A él/ella le".
7. Faça cartões com partes do corpo em plural e em singular, entregue de dois a três cartões aos alunos, dependendo do número. 
8. Um aluno vai dizer que lhe dói o que estiver na foto. depois você vai perguntar para os outros o que lhe dói a esse aluno, faça essa dinâmica até todos falar aquilo que lhes está doendo.
Exemplo:
Pedro: Me duele la cabeza.
Profesora: ¿Qué le duele a Pedro?
Toda la clase: Le duele la cabeza.
Para fechar pode colocar a música outra vez e cantar todos juntos. 
Pode descargar aqui uns cartões das partes do corpo, porém eu recomendo fazer porque só tem em singular e você precisa de plural também. É fácil,, você digita a parte do corpo em google imagens descarga a foto, cola em um word e imprime.

Boas aulas!