quinta-feira, 16 de maio de 2013

Dicas para ajudar aos alunos a aprender espanhol de forma rápida e eficaz

Olá colegas!

Não sei se acontece com vocês, mas depois de meia-noite minha cabeça fica cheia de ideias e agora mesmo, depois de minha lição de inglês, pensei que talvez poderia ser de ajuda compartilhar meus segredinhos para melhorar o desempenho dos alunos e fazer que permaneçam por mais tempo conosco.
Como aluna de outras línguas, já me fiz a pergunta que passa frequentemente pela cabeça de todo estudante: O que faço para aprender bem e rápido?
Não é diferente com os alunos de espanhol, por isso me antecipo a estas incertezas. Como faço isso? Agora mesmo lhes digo.
Atualmente só trabalho com aluno particular, o primeiro contato é quase sempre por e-mail ou telefone, o segundo contato é um encontro duma hora grátis e sem compromisso que divido em duas partes:
- Conhecer o aluno e apresentar o material.
- Fazer uma demonstração de como seriam nossas aulas.
Vamos a um passo a passo destas duas etapas:

Etapa # 1: Conhecer o aluno e apresentar o material
1. Tente conhecer seu aluno, estabeleça uma conversa informal e sincera, você precisa saber quais são as intenções deste ao aprender o idioma (viagens, negócios, diversão, trabalho), qual o tempo que pretende dedicar ao estudo da língua, o quanto este aluno já sabe de espanhol (se o aluno me dizer que já teve aulas, envio-lhe uma prova antes de nosso encontro para determinar o nível), que tipo de música e filmes gosta, etc. Estes dados vão lhe permitir personalizar as aulas e atingir as metas de seu aluno.
2. Agora chega a parte mais importante. Nossos alunos, muitas vezes, acostumam deixar as aulas no nível intermediário. Você sabe por que? Porque chega o temido SUBJUNTIVO, e porque no caminho não aprenderam o que deviam saber. Por que? Porque não houve uma organização desde o primeiro encontro. É essa a clave, a organização de ambas partes: aluno e professor.
Posteriormente eu lhes apresento o livro que uso, explico como seriam nossas aulas e passo a uma conversa franca na que deixo bem claro que 80% do aprendizado é responsabilidade do aluno e 20% do professor. Sempre começo este difícil momento assim: "Maria", com certeza você quer aprender rápido e bem, pode que no caminho você se pergunte o que fazer para ser fluente, falar e escrever corretamente e incluso pode que sinta vontade de desistir quando os conteúdos forem ficando mais complexos. Para que isto não aconteça há várias coisas que devemos pontualizar e deixar claras e organizadas. Depois começo a citar aquilo que o estudante precisa fazer para ter um melhor resultado:
- Primeiramente, você precisa se colocar metas e planejar. Avaliar constantemente sua aprendizagem e voltar ao início sempre que for necessário. Perguntar em sala de aula tudo o que não entender, trazer dúvidas surgidas no horário de estudo e ativar a curiosidade pelo idioma como língua e como cultura.
- Em segundo lugar você precisa respirar em espanhol, mude o idioma em seu computador, em seu celular, deve trocar as músicas ao espanhol e assistir filmes em espanhol. Nesse primeiro encontro deixo um CD com as músicas que vamos a usar no decorrer do curso.
- Você deve, sempre que possível, estudar como mínimo uma hora por dia para aprender rápido e estabelecer as bases para os conteúdos mais densos.
- Você precisa se focar naquilo que é mais importante e deixar os detalhes para ser aperfeiçoados no decorrer do curso, isto é, não precisa decorar as regras de formação do plural, porém é necessário se apropriar da formação do presente de indicativo, e principalmente das irregularidades que serão as mesmas do presente do subjuntivo.
- Você precisa decorar palavras, do melhor jeito que você souber, no carro caminho ao trabalho, escutando uma música, lendo, ninguém melhor que você para saber a melhor forma de memorizar.
- Há um vocabulário básico que você deve decorar : cumprimentos, dias, meses, roupas, alimentos, etc. Tente memorizar 5 palavras por dia.
Você deve estar pensando que eu estou louca, nenhum aluno faz  isso, a resposta é NEGATIVA. Estudar um idioma é sério, pelo menos para mim, por isso tento passar esse conceito para meus alunos.
Atenção!
É claro que você não vai dizer tudo isso de forma grossa, esses são os pontos que você pode negociar com seu aluno de forma amável, com um sorriso nos lábios e educadamente. Não é para recitar, há que ter jogo de cintura. Nem todo aluno dispõe de tempo para estudar 100% focado, mas deve existir um mínimo de compromisso. Em sínteses você vai tentar explicar que é um trabalho em equipe e que a embarcação só anda se as duas partem se esforçam.
O êxito de seu aluno também depende da organização de seu trabalho. Recomendo ler:
Dicas para preparar uma aula de espanhol
Dicas para começar uma carreira como professor de espanhol autônomo

Etapa # 2: Fazer uma demonstração de como seriam nossas aulas
Depois de conhecer o aluno, estabelecer nossos objetivos e compromisso passo à demonstração. Cada aluno é um mundo. A aula demonstrativa não é a mesma para todos. Você deve avaliar se o aluno já teve espanhol antes ou se é sua primeira vez, etc.
Bem, esses são meus segredinhos, escolho muito bem meus alunos, estabeleço nossas metas e organizo nosso trabalho em equipe.

Boas aulas!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem ao ser recebida ficará aguardando aprovação. Volte em breve que terá resposta. Obrigada por participar do blog!