quarta-feira, 11 de julho de 2012

Atividades - Dicas para introduzir o pretérito pluscuamperfecto de subjuntivo

Com este artigo já terminamos  as sugestões de atividades para introduzir os tempos do subjuntivo fechando com o Pretérito Pluscuamperfecto. Lembremos os usos e a conjugação.

Haber (imperfecto de subjuntivo) + participio
Pronombres sujeto
Haber
Participios
Yo
hubiera/hubiese
amado
hubieras/hubieses
bebido
Él/ Ella/Usted
hubiera/hubiese          +
dicho
Nosotros (as)
hubiéramos/ hubiésemos
muerto
Vosotros (as)
hubierais/ hubieseis
salido
Ellos/ Ellas/ Ustedes
hubieran/hubiesen
comido

Nota: o verbo "haver" tem duas formas e as duas são corretas, mas a terminação - iera é mais frequente. É um tempo composto.

Usos:
  • Fazer referência a uma ação passada anterior a outra também passada. Exemplo: No habría llegado tarde si hubiera puesto el despertador.
  • Falar de ações hipotéticas não realizadas no passado. Exemplo: Hubiera ganado la competencia si hubiera practicado más.
  • Em construções condicionais. Exemplo: Si hubiera sabido que chovería no habría salido.
  • Fazer recomendações. Exemplo: Yo en tu lugar lo hubiera llamado.
  • Expressar arrependimento. Exemplo: Me hubiera gustado haber sido una mejor hija.
Para introduzir este tempo fiz os slides que seguem:

          

- Para desenvolver a atividade primeiramente você apresenta alguns dos presentes que a vida nos pode ter dado; isso está no primeiro slide.
- Depois faça umas estrelas e a entregue para os alunos, peça para escrever cinco momentos da vida deles importantes. Faça que cada um explique como foi esse momento. 
- Logo, diga-lhes que pensem em alguma coisa que pudesse ter sido diferente para introduzir o tempo verbal, parta das estruturas do slide número quatro. Posteriormente, apresente o tempo e os usos.
- Para introduzir a música do grupo “Conjunto primavera” coloque o nome da música na lousa e peça aos alunos que levantem hipóteses e posteriormente entregue a seguinte letra de música para completar:

Si no te hubiera conocido – Conjunto primavera.
Yo podría decir que me siento feliz 
Por lo que a manos llenas me ha dado la vida 
Una luz, un camino, un montón de amigos 
Una casa, un destino importante y un bonito amor. 
Yo podría decir que mi todo está bien 
La llovizna, un paisaje, esta música suave 
Mi nivel de emociones, deseos, sensaciones 

Todo está ya muy bien si no te __________________ a ti. 
Si no __________________ a mi vida tu vida 
Si no __________________ mi cuerpo tu cuerpo
Si no __________________ mis ojos tus ojos 
No estaría pensando que ya todo me es poco. 
Si no ______________ tu cara en mis sueños 
Si no _______________ mi boca tu nombre 

Hoy podría decir que me siento conforme 
Con lo que Dios me ha dado si no te __________________ a ti. 
Yo podría decir que todo conocí 
Todo había sentido, todo había intentado 
El placer más sublime, el cuerpo más deseado 
Y así me _______________ si no te ____________________ a ti. 

Exercícios para praticar:

Recentemente encontrei um curta-metragem que achei ótima para trabalhar este tempo. Pode acessar à atividade que fiz para ela clicando aqui 

Boas aulas!

domingo, 8 de julho de 2012

Os sotaques do espanhol: mitos e verdades


Estimados colegas, tenho certeza que mais de uma vez já tiveram que se enfrentar às perguntas: Qual o melhor sotaque? Como eu adquiro esse sotaque? Qual sotaque eu tenho?... E, eu sei muito bem que respondê-las e deixá-los satisfeitos é uma odisseia. 

Geralmente os alunos desejam ter um destes dois sotaques: o espanhol ou o mexicano, às vezes o argentino. Por muito tempo eu me perguntei o porquê disso e descobri que a gente gosta do que gente conhece. A grande maioria dos alunos brasileira só conhece um pouco da cultura espanhola e mexicana, e muitos ignoram até que existem 21 países que falam espanhol e que cada um deles têm alguma coisa maravilhosa.

Por esse motivo canalizo meus esforços em mostrar-lhes todo aquilo que desconhecem, e frente a perguntas como: Qual é o melhor sotaque? Sempre respondo que não há um sotaque melhor que outro, ou um sotaque certo ou errado, todos formam parte da rica variedade que lhes oferece a língua espanhola. Os acalmo mostrando um pouquinho das maravilhas de todos os países que nos interessam e dizendo que o importante é se fazer entender e pronunciar as palavras corretamente.

Outra pergunta frequente e que é uma de minhas preferidas porque acostumo brincar com eles é o famoso: Qual sotaque eu vou ter? E a resposta é simples: você terá o sotaque ao que ficar mais exposto e geralmente é o de seu professor. 

Já imaginaram um aluno querendo ter sotaque cubano, uma ilha que fica no fim do mundo e que tem uma filosofia de vida totalmente diferente à de Brasil, um país que poucos brasileiros querem visitar, porque realmente desconhecem as maravilhas que possui, e por último, um país que não comercializa com quase ninguém. A resposta é evidente: poucos querem. Acho isso uma bobagem porque o sotaque não influencia na comunicação, tenho falado perfeitamente bem com espanhóis, peruanos, uruguaios, mexicanos, chilenos e argentinos sem nenhuma dificuldade. 

A verdade é que o aluno pode optar pelo sotaque que quiser; se não desejar adquirir o sotaque de seu professor necessita escutar música e assistir muitos vídeos do país que ele gosta. Mas para fechar esse tema sempre passo na aula seguinte este pequeno texto que vou compartilhar com vocês.

El hombre que aprendió a ladrar

Lo cierto es que fueron años de largo y pragmático aprendizaje, con lapsos de desaliento en los que estuve a punto de desistir. Pero al fin triunfó la perseverancia y Raimundo aprendió a ladrar. No a imitar ladridos, como suelen hacer algunos chistosos o que se creen tales, sino verdaderamente a ladrar. ¿Qué lo habría impulsado a ese adiestramiento? Ante sus amigos se autoflagelaba con humor:

-          La verdad es que ladro por no llorar.

Sin embargo, la razón más verdadera era su amor casi franciscano hacia sus hermanos perros. Amor es comunicación. ¿Cómo amar entonces sin comunicarse?

Para Raimundo fue un día de gloria cuando su ladrido fue por fin comprendido por Leo, su hermano perro, y (algo más extraordinario aún) él comprendió el ladrido de Leo. A partir de ese día, Raimundo y Leo se tendían, por lo general en los atardeceres, bajo la glorieta y dialogaban sobre temas generales. A pesar de su amor por los hermanos perros, Raimundo nunca hubiera imaginado que Leo tuviera una tan sagaz visión del mundo.

Por fin, una tarde se animó a preguntarle, en varios sobrios ladridos:

-          Dime, Leo, con toda franqueza: ¿Qué opinas de mi forma de ladrar?

La respuesta de Leo fue escueta y sincera:

-          Yo diría que lo haces bastante bien, pero tendrás que mejorar. Cuando ladras todavía se te nota el acento humano.

©Mario Benedetti c/o Guillermo Schavelzon ₰ Asoc., Agencia literaria. www.schavelzon.com

É um texto para rir, relaxar e fundamentalmente refletir. Depois de lê-lo, entrego este questionário para eles conversar.

Entrevista a tu compañero siguiendo estas preguntas:

  1. ¿Qué te pareció la historia?
  2. ¿Cuál crees que sea la relación entre la historia y nosotros como alumnos de español?
  3. ¿Cuáles fueron los motivos por los que comenzaste a estudiar español?
  4. ¿Alguna vez has sentido ganas de desistir? En caso positivo, ¿por qué?
  5. ¿Qué es lo más difícil para ti de aprender: el vocabulario o la gramática?
  6. ¿Cuáles son las estrategias que usas para aprender la lengua?
  7. ¿Qué acento te gusta más?
  8. ¿Piensas que lo más importante es el acento o comunicarte con los nativos?
  9. ¿Has tenido la oportunidad de conversar con un nativo? En caso positivo, ¿conseguiste comunicarte, entendiste todo, qué sentiste?
  10. ¿Piensas que puedes tener un acento igual al de un nativo, o siempre habrá una pequeña diferencia?

Insistir em que não é uma entrevista unidirecional e sim um debate em que cada um deve se posicionar. Depois que eles terminarem peça para resumir o que falaram e dizer se chegaram a uma conclusão.
Lembrem, no final do debate, comentar que todos os sotaques são válidos e que eles adquirirão aquele ao que se exponham mais. E por último, o importante é se comunicar o sotaque é coisa secundária.

Este é um vídeo em que se discute qual é o sotaque neutral. Embora o locutor afirme que o sotaque mexicano é o neutral, sabemos que não existe um sotaque neutral. Uso o vídeo precisamente para esclarecer isso e porque nele muitos falam qual sotaque preferem e o porquê. Depois de analisá-lo, peço que os alunos expressem qual sotaque preferem e digam o porquê da eleição. 




Boas aulas!

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Atividades: Dicas para introduzir o pretérito perfeito de subjuntivo em espanhol

Apresento neste post como introduzir o Pretérito Perfecto de Subjuntivo em sala de aula. Primeiramente lembremos os usos e a conjugação.

Usos:
  1. Expressar probabilidade sobre uma ação futura anterior de outra ação futura. Exemplo: Es probable que haya llegado tarde a la entrevista.
  2. Expressar surpresa ou dúvida sobre uma ação passada, que aconteceu em uma unidade de tempo não terminada. Exemplo: No creo que me hayas hecho eso hoy.
  3. Para valorar experiências passadas sem especificar o momento de sua realização. Exemplo: Me parece fantástico que hayas vivido tanto tiempo en París.
 A conjugação se forma com o presente de subjuntivo do verbo haber mais o particípio do verbo que se está conjugado.

Pronombres personales
Haber (presente de subjuntivo)
Verbo (participio)
Yo
Haya                        
amado
Hayas                      
salido
Él / Ella / Usted
Haya                        +
vivido
Nosotros / Nosotras
Hayamos
hecho
Vosotros / Vosotras
Hayáis
bebido
Ellos / Ellas / Ustedes
Hayan
comido


Eu sempre falo para meus alunos quando um tempo é composto que ele tem um nome (o verbo "haber") e um sobrenome (o particípio do verbo conjugado) que não podem ser separados de forma alguma, sempre devem ficar juntos ao conjugar o verbo principal: "haber  + verbo en participio".
Para apresentar este tempo preparei a diapositiva que segue:

          


Como explicar para os alunos?

- Primeiramente pergunta se eles lembram como se diz "Natal" em espanhol e convidá-los a conhecer vocabulário relacionado com essa data festiva. 
- Depois pergunte se conhecem  alguma tradição do Natal em Espanha e passe este vídeo:




- Distribua para cada aluno um cartão com as tradições de um país hispano, dê um país diferente para cada aluno, as informações para criar os cartões estão em Almanaque
- Depois que cada um leia seu cartão, abra uma roda de conversa guiada, alguma das perguntas podem ser:

       Comenta la tradición que más te gustó del país que te tocó.
       ¿Cuáles son las semejanzas y diferencias con tu país?
       ¿A cuál país irías a pasar la Navidad

Para introduzir o pretérito perfeito de subjuntivo levo a música "Navidad" de José Luís Perales, dê uma cópia da música a seguir para cada um dos alunos:

Navidad José Luís perales

Mientras haya en la tierra un niño feliz.
Mientras haya una hoguera para compartir.
Mientras haya unas manos que trabajen en paz.
Mientras brille una estrella, habrá Navidad.
Navidad, Navidad en la nieve y la arena
Navidad, Navidad en la tierra y el mar (BIS)
Mientras haya unos labios que hablen de amor.
Mientras haya unas manos cuidando una flor.
Mientras haya un futuro hacia donde ir.
Mientras haya ternura, habrá Navidad.
Navidad, Navidad en la nieve y la arena
Navidad, Navidad en la tierra y el mar (BIS)
Mientras haya un vencido, dispuesto a olvidar.
Mientras haya un caído a quien levantar.
Mientras haya una guerra y se duerma un cañón.
Mientras cure un herido, habrá Navidad…


- Peça para os alunos escutar e prestar atenção nos verbos em negrita, podem cantar a música também, depois introduza o tempo verbal dizendo que para formar o pretérito perfeito de subjuntivo usamos o verbo "haber" em presente de subjuntivo (como na música) + particípio, e façam frases como estas: "En el 2050 espero que haya mejorado el sistema de educación en Brasil. Para isso você deve levar alguns verbos em cartões ou imagens que representem situações.

- Para praticar a conjugação há um pequeno exercício em Bomespanhol.

- Outra atividade que podem fazer para praticar a conjugação é confeiçoar cartões com os verbos e um dado com os pronomes sujeitos para que façam uma frase criando uma probabilidade, dê um exemplo para eles como este: Es posible que haya pasado en el examen. Sendo que o verbo a conjugar era pasar e a pessoa gramatical que supostamente saiu no dado foi  yo. Ver exemplo de dado


Boas aulas!