segunda-feira, 31 de outubro de 2011

O humor na aula de espanhol: apellidos vs apodos


Muitas vezes ignoramos que possuímos uma ferramenta essencial que enriquece nossas aulas: O HUMOR.
O humor é um elemento que nos possibilita trabalhar conteúdos diversos de forma divertida.

Está comprovado cientificamente que o riso beneficia o corpo e a mente, por isso, use e abuse deste componente na aula. O humor ajuda a que o processo de aprendizagem seja motivador e eficaz; a que os conteúdos sejam assimilados e compreendidos muito melhor e o mais importante, o humor é fundamental para criar empatia entre todos na classe.  

Por exemplo, pode que você repita para seus alunos muitas vezes que sobrenome em português é apellido em espanhol e que o apelido do português é apodo em espanhol, mas seus alunos no gravam essa informação de jeito nenhum.

Se você usar o humor em sua aula os resultados serão muito melhores. Para trabalhar essa questão dos apellidos e apodos eu recomendo este divertido e curioso artigo:  

Los apellidos más curiosos y sorprendentes que hay en España: desde ‘Feo’ y ‘Parado’, hasta ‘Obama’ o ‘Pitt’

El INE elabora desde hace tres años un listado de los apellidos de nuestro país, y los hay de todo tipo / ‘Clooney’, entre los menos frecuentes, y ‘García’, el más abundante

En España tan solo hay 47 ‘Parados’. Podría tratarse de la última y esperanzadora cifra de desempleo, pero no van por ahí los tiros. Es el número de personas que se apellidan ‘Parado’. Como viene haciendo desde hace tres años, el Instituto Nacional de Estadística (INE) ha elaborado una lista de los apellidos que tenemos en nuestro país, tomando como referencia el censo de la población. Y entre todos ellos, los hay raros, originales, positivos y sorprendentes.

Y parece que los nombres españoles son optimistas. A pesar de los tiempos de crisis en que vivimos, entre nosotros hay más ‘Ricos’ (60.984) que ‘Pobres’ (173), y también más ‘Alegres’ (18.778) que ‘Tristes’ (10). Además, hay más ‘Feos’ que ‘Guapos’, más ‘Honrados’ que ‘Ladrones’ y más ‘Soberbios’ que ‘Humildes’.

Los más numerosos, los ‘García’
El “clan” más poblado de toda España es el de los ‘García’:casi tres millones lo tienen como primero o segundo apellido. A continuación, los apellidos más numerosos son ‘Fernández’, ‘López’ y ‘Pérez’. Uno de los apellidos más “codiciados” en este momento probablemente será ‘Trabajo’, pero tan solo 200 personas lo llevan desde el nacimiento.

Entre nosotros, ‘Obamas’ y estrellas de Hollywood
Nada más y nada menos que 462 personas comparten apellido con el hombre más poderoso del mundo: el presidente estadounidense Barack Obama.

Pero este no es el único nombre internacional que tenemos en España: hay 2 españoles que se llaman como uno de los hombres más atractivos del planeta. ¿De quién hablamos? Por supuesto, de 'Clooney'.


Si no resultara sencillo encontrarlos, siempre podemos probar con otro de los hombres más guapos del planeta: Brad Pitt. En España tenemos 88 personas que llevan tal apellido de primero, y 22 más de segundo. Y una buena noticia para todas sus seguidoras: afortunadamente, al menos en España, no existe ninguna ‘Jolie’.
Fonte: Jornal Hola

Depois de trabalhar esse texto, da forma que você quiser, em sala de aula eu tenho certeza que seus alunos nunca mais confundirão esses termos.
Boas aulas!

terça-feira, 25 de outubro de 2011

As gírias da língua espanhola

O espanhol como toda língua é um produto histórico - social que se transforma diariamente. Um dos fatores que contribui com as mudanças e que enriquece a língua é o surgimento de dialetos particulares e familiares utilizados por integrantes de um determinado grupo social ou laborar e que são difíceis de entender se não se forma parte do grupo. Esses vocábulos são conhecidos como “jergas” ou “argot” (gírias).

Em resumo, as gírias são vocábulos usados pelo grupo que as cria, têm como finalidade ocultar o verdadeiro significado da palavra neutral que a originou e são divididas em diferentes classes:

1. Gírias juvenis: procuram a diferenciação com relação à maioria e são caraterizada por alguns rasgos constantes, exemplo: enrollarse (ficar com alguém).
2. Gírias dos delinquentes: linguagem marginal que se limita ao uso de novas palavras com significados diferentes ao original, exemplo: camello (pessoa que transporta drogas).
3. Gírias profissionais: léxico específico de determinada profissão ou atividade. São conhecidas também como “tecnicismos”.
4. Gírias familiares: conjunto de palavras que por brincadeira se introduzem na conversa familiar de todas as classes sociais.
5. Gíria dos celulares: os SMS têm gerado uma nova linguagem escrita que afeta ao léxico e à língua em geral e incorpora elementos icônicos. Uma variante destas gírias seria a linguagem usada no chat.

Exemplos de gírias por países:


 Este tema é importante porque nossos alunos ao entrar em contato com o mundo real no qual se usa a língua, escutam palavras desconhecidas que não pertencem aos vocábulos neutrais da língua espanhola, e é nosso papel explicá-lhes que dentro de cada país existem grupos sociais que criam gírias, fato que não impede a comunicação. Nós como professores não podemos saber o significado das gírias de todos os países, mas devemos conhecer a maior quantidade possível e expor nossos alunos, mediante filmes e músicas, ao mundo das gírias como parte da cultura de cada país.

Eu recomendo visitar o banco de dados de gírias de Bomespanhol.

Boas aulas!

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Os ditados nas aulas de espanhol: mais de 10 formas de trabalhar compreensão auditiva usando textos, músicas, filmes, etc.


Uma vez fui a um seminário que o tema era: "Los ditados en la clase de español." Em aquele momento eu imaginei um professor trazendo um texto à classe selecionado por ele, ditado ao seu ritmo e, aos estudantes sentados individualmente  nas cadeiras codificando e decodificando as palavras.

Para minha surpresa, ditado era muito mais que isso, em aquele momento mudou minha vida, descobri novas estratégias para ensinar de forma descontraída e divertida. 
Gostaria esclarecer que o ditado tradicional também é uma forma válida de trabalhar compreensão auditiva, porém, a meu entender, para aprender um novo idioma pode resultar monótono. Se queremos usá-lo de forma mais lúdica devemos mudar alguma das características mencionadas anteriormente, obtendo assim um ditado diferente, original e divertido.
Vamos descobrir como desconstruir o ditado tradicional e como fazer ditados lúdicos e altamente produtivos com os alunos.
Tipos de ditados:
- Reprodutor de fita:
1. Seleciona-se um texto segundo o nível do grupo. Neste ditado o controle está nas mãos dos alunos. 
2. O professor dita como se fosse um reprodutor de fita numa velocidade normal. Os alunos podem controlar ao professor com os comandos: “para-stop”, “repite desde...”, e “continua-play”.
3. No final entrega-se o texto original e cada aluno corrige o ditado do colega.
Ditado por substituição de  imagens:
1. Seleciona-se uma música ou vídeo (noticiário, reportagem, filme) segundo o objetivo do professor.
2. Na folha se substituem as palavras pelas imagens correspondentes, os alunos devem deduzir os vocábulos que representam essas imagens.
3. Completado os espaços escuta-se a fita e corrigem-se as respostas.  
 Ditado dos espaços vazios:
1. Seleciona-se uma música ou vídeo (noticiário, reportagem, filme) segundo os objetivos léxicos, gramaticais, fonéticos ou culturais da aula.
2. Substituem-se as palavras por espaços em branco que os alunos devem preencher ao escutar.
3. Entrega-se uma cópia e cada aluno corrige o trabalho do colega.
  Ditado tomando nota:
1. Seleciona-se uma música ou vídeo (noticiário, reportagem, filme) relacionada aos objetivos do professor.
2. Entrega-se aos alunos tópicos que devem copiar ao escutar, por exemplo: a cor do cabelo da protagonista da música, os sentimentos expressados pelo cantor, etc.
3. Abre-se uma roda de conversa e verificam-se as respostas aos perguntas elaboradas pelo professor.
Nota: uma variante deste tipo de ditado é dividir a classe em duplas e colocar na parede um texto com espaços em branco, os espaços em brancos dos alunos de uma mesma dupla devem ser diferentes, também podemos acrescentar uma música para fazer que o ambiente seja mais barulhento. Os alunos devem ditar-se as informações que lhe estão faltando ao mesmo tempo. Esta ideia serve para simular uma conversa em ambientes como os bares.
  Ditado em grupo:
São importantes para a interação e comunicação dos alunos, algumas variantes a seguir:
  • Dividir a classe em duplas. Os alunos devem ficar de costas, seguidamente se distribui uma folha para cada membro da dupla com o mesmo texto. Ao estudante A lhe devem faltar umas palavras e ao estudante B outras. Assim os estudantes A e B irão se ditar aquilo que necessitam para preencher os espaços em brancos de suas folhas, a complexidade radica em que devem elaborar a pergunta para obter a resposta. Tente selecionar textos narrativos, que descrevam pessoas, lugares ou situações. 
  •  Dividir a classe em duas equipes e colar um texto na parede, os alunos devem transcrever o texto para outra folha. Um membro de cada equipe vai até a parede, lê e memoriza um pedaço que ditará para os amigos enquanto copia, depois vai outro e assim sucessivamente. Ganha a equipe que primeiro complete o texto. Outra variante é proporcionar-lhes um texto com espaços em branco e colocar o texto original na parede. Tente que os textos não sejam muito extensos. 
  •  Dividir a classe em grupos e dividir uma música em versos, colá-la nas paredes desordenadamente para que ao escutar a música os alunos possam ordená-la.
  • Criar uma história a partir de uma frase trazida pelo professor. O professor dita a frase e os alunos vão criando a história em conjunto. Todos devem ir copiando. No final o professor pode fazer as correções.
  •  A atividade do telefone sem fio é ideal. O professor traz uma história e passa as frases a um primeiro aluno que vai passando até chegar ao último que irá a copiar na lousa a frase que entendeu. Ao final dar leitura ao texto e fazer as correções.
  • Trazer textos divididos coerentemente (nunca mais de três) e formar equipes de três alunos, cada aluno recebe o início de um texto que deverá completar e partes dos outros dois textos, depois de distribuí-los entre eles, devem passar a construir os textos originais procurando pela sala todos os pedaços que possam ser de seus textos. O importante neste jogo é que os alunos devem negociar a trocar. Os textos não podem ser nem muito curtos nem muito extensos.

Nota: uma variante do exercício anterior é tirar frases dos textos (nunca mais de três) para que eles relacionem as frases com seus respectivos textos.
  Ditado de imagens:
1. O professor apresenta tarjetas com imagens e os alunos devem copiar as palavras que representam as imagens. No final verifica-se quem completou mais nomes. Uma variante pode ser o bingo de imagens. Os alunos selecionam 8 imagens, o professor dita as palavras que as representam e ganha quem primeiro complete seu bilhete.
 Ditado de mímicas:
1. As mímicas são importantes. Um aluno pega uma tarjeta com uma palavra ou imagem e deve fazer uma mímica para que os demais adivinhem a palavra.
Essas são algumas das alternativas que farão da aula um ambiente divertido e altamente produtivo. Espero que seja de ajuda! 
Boas aulas!

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Dicas para trabalhar com filmes nas aulas de espanhol

Considero essencial o uso de filmes em sala de aula porque permitem realizar atividades auditivas altamente atrativas, autênticas e motivadoras, trazem diversão e variedade às aulas e nos possibilitam usar uma série de técnicas interessantes para integrar as quatro habilidades numa aula só (compreensão auditiva, leitura, conversação e escrita); em outras palavras, nos dão a oportunidade de congelar a imagem para que o aluno se antecipe a qualquer tópico que seja de nosso interesse trabalhar, podemos usar um pedaço sem áudio para eles criarem o diálogo da cena, podemos usar leitura legendadas, extrair pequenas cenas para eles completarem os espaços em branco, etc.


O mais importante dos filmes é que são um retrato da cultura do país em que são produzidos, carregam costumes, crenças, gestos e fazem que os alunos percebam a língua em contextos reais.

Você pode estar se perguntando como usar este recurso em sala de aula e como produzir uma atividade com filme, é esse precisamente o objetivo deste artigo, compartilhar como usar essa ferramenta e como criar suas próprias atividades, assim como recomendar alguns sites que têm as atividades já prontas.

Como usar o filme na sala de aula? 

- Primeiramente você deve selecionar um filme que seja do agrado de seus alunos e que cumpra com os objetivos da aula, já sejam culturais, gramaticais ou lexicais.
- Em segundo lugar, não recomendo passar um filme integramente, deve selecionar uma cena que dure de 5 a 10 minutos e tentar escolher filmes cujas falas seja simples e clara.  
- Assista o filme quantas vezes precisar e selecione todas as cenas que poderiam contribuir com os objetivos da aula.
- Corte as cenas usando este programa gratuito: 
- Depois pense em seus objetivos e realize atividades para antes, durante e depois de assistir a cena, pode usar legenda ou não, vai depender dos objetivos.

Exemplo de atividades. Fonte: Bom Espanhol


Você pode acessar à atividade original clicando aqui.

Nome do filme: Siete minutos (2010) Filme Español
Tempo: 00: 00: 38 hasta 00: 02: 06
Conteúdos:
- Funcionais: Dar consejos.
   - Culturais: Cultura de España. Refranes

Antes do filme

- Hoy vamos a ver una película  que se llama “Siete minutos” Por el título imagine y diga cuál podría ser el tema de la misma.
- Dejar que cada uno cree su hipótesis sobre el tema que se abordará y verificar después quién se acercó más a la respuesta cierta.

Durante o filme

1. Observa y marca verdadero (V) o falso (F) según corresponda y justifica las falsas.

( ) Las personas que estaban en la escena eran valientes y no estaban nerviosas.
( ) En ese lugar se van a hacer solamente amigos.
( ) Lo único que necesitan los personajes para encontrar a alguien que guste de ellos es ser ellos mismos.
( ) Los personajes tienen una guía de preguntas para romper el hielo.
( ) Toda la bebida va por la casa.
( ) La locutora del lugar también participa del juego.
( ) Los participantes pueden intercambiar teléfonos.

Depois do filme

2. En una parte de la escena se dice el siguiente refrán: “Para gusto se hicieron los colores”. Debata con sus compañeros qué significa y en qué contexto se usa.

3. Completa la tabla según lo escuchado.

Preguntas/nombres
Sonia
Ana
María
Luis Miguel
Zulueta
Profesión





Estado civil





¿Tiene hijos?
¿Cuántos?






 -¿Qué crees que significa la expresión “Me va de puta madre”? Comenta con tu compañero.
 -¿Cuál es el problema de María y a dónde va para tratar ese problema?
 -¿Para qué crees que Luis Miguel cogió el bolso de María?
 -Ana se colocó el sobrenombre (nick) de Guantanamera, ¿sabes a qué se refiere guantanamera e de qué país proviene la palabra?
 -¿Cómo imaginas que terminará la película?

Sites com atividades com filme:


Boas aulas!

Dicas de espanhol no mundo dos negócios: Guia de curso

Nos últimos anos, a procura do espanhol em escolas de idioma tem aumentado e a causa fundamental é a influência do MERCOSUL na economia brasileira. Nós, como professores dessas instituições de ensino, frequentemente recebemos alunos que necessitam aprender espanhol voltado ao mundo dos negócios sem ter uma base mínima da língua.


O que devemos fazer para alcançar os objetivos desses alunos?

Em um primeiro momento devemos identificar as necessidades dos alunos e caracterizá-los. Segundo minha experiência, a maioria dos integrantes deste nicho de mercado são adultos altamente preparados e possuem certa habilidade de compreensão auditiva e de leitura; por esse motivo, você deve focar suas aulas na melhora da comunicação e da escrita. Por outra parte, a gramática a eles raramente lhes interessa porque não são alunos do curso Letras-Espanhol, o interesse deles é saber se comunicar e escrever de forma correta e, fundamentalmente, conhecer os componentes culturais que acompanham a língua espanhola, isto porque muitos deles viajam por negócios a países nos que desconhecem os costumes, crenças e formas de se relacionar dos clientes com os quais vão fazer as negociações.

Em um segundo momento você deve estruturar os conhecimentos que esse aluno deve vencer em um tempo curto. Hoje eu lhes trouxe a proposta de Lia Zalszupin para alunos brasileiros de nível básico.

Propuesta de enseñanza del español de los negocios a alumnos brasileños de nivel Básico. Lia Zalszupin - Instituto Hispánico de São Paulo – UNIBERO

A proposta dela está dividida em 13 unidades didáticas distribuída em 140 horas-aula e abarca conteúdos funcionais, gramaticais, lexicais e culturais. 

UNIDAD 1.

Tema: los empleados de una empresa.
Funciones: presentaciones, saludos y despedidas; preguntar por la identidad y cargo de alguien; empezar una conversación.
Gramática: el abecedario español; introducción a la fonética; pronombres personales sujetos; demostrativos; presente de indicativo de ser, llamarse, trabajar, dedicarse a, hacer.
Léxico: ocupaciones; puestos de trabajo; nombres de países y ciudades; nacionalidades; gentilicios; datos personales. 
Cultura: apellidos; formalidad e informalidad; fórmulas de tratamiento en España e Hispanoamérica; tuteo y voseo; ritos y gestos de saludos y despedidas.

UNIDAD 2.

Tema: la empresa.
Funciones: pedir y dar informaciones sobre una empresa; preguntar direcciones y números de teléfonos; hablar de distancias.
 Gramática: estar x hay; presente de indicativo de verbos regulares; artículos definidos e indefinidos; preposiciones de lugar y dirección.
Léxico: tipos de empresas; números cardinales; expresiones para localizar; objetos en un despacho.
Cultura: ejemplos de tipos de empresas y clasificaciones; PYMES; direcciones en español; comunidades autónomas; productos principales de España e Hispanoamérica.

UNIDAD 3.

Tema: el trabajo diario.
Funciones: describir actividades diarias o habituales; costumbres; hablar de horarios y días de la semana; situar en el día.
Gramática: presente de indicativo (incluso verbos irregulares y reflexivos); “¿qué hora es?”, “¿a qué hora...?”; secuenciar relatos de actividades; preposiciones con medios de transporte.
Léxico: números ordinales; días de la semana, meses, estaciones del año; adverbios de frecuencia; medios de transporte. 
Cultura: horarios en España; la siesta; el horario de las comidas; establecimientos típicos españoles e hispanoamericanos; semana laboral; jornada diaria; la hora del café; fiestas laborales; cumpleaños y santos.

UNIDAD 4.

Tema: el ocio.
Funciones: hablar de gustos y aficiones; comparar, pedir, dar y justificar opinión; expresar acuerdo o desacuerdo; dar y recibir regalos.
Gramática: gustar, encantar, preferir; parecer; pronombres objeto directo e indirecto; muy x mucho.
Léxico: gustos y preferencias; deportes; aficiones; compras; ropas; regalos; comparaciones; opiniones.
Cultura: fiestas; días no laborales; toros; ir de copas; tapas; usos sociales relativos a regalos; el día del espectador; costumbres religiosas; cómo se viste la gente.

UNIDAD 5.

Tema: el dinero.
Funciones: relacionadas con servicios bancarios; preguntar precios y formas de pago; valorar productos y precios.
Gramática: “¿Cuánto cuesta?”, “¿A cómo está?”; Comparativos y superlativos; porcentajes.
Léxico: términos bancarios; sueldos; ahorros; tarjetas de crédito.
Cultura: monedas de países de habla hispana; cambio; introducción al sistema financiero español; comparaciones entre países; las propinas.

UNIDAD 6.

Tema: comunicaciones orales y escritas.
Funciones: hablar por teléfono; dejar un mensaje; redactar correspondencia comercial: cartas formales, fax, correo electrónico.
Gramática: fechas; estructuras en la correspondencia comercial; imperativo afirmativo; tener que + infinitivo; poder + infinitivo; ir a + infinitivo.
Léxico: relacionado con el teléfono y con la correspondencia comercial. 
Cultura: Cómo hablar por teléfono en España e Hispanoamérica; correspondencia comercial en España e Hispanoamérica.

UNIDAD 7.

Tema: un viaje de negocios.
Funciones: pedir informaciones; reservar vuelo o tren; reservar hotel; preguntar precio; rellenar impresos; coger un taxi; registrarse en un hotel.
Gramática: fechas; presente de indicativo; quedar x quedarse; ir a + infinitivo; tener que + infinitivo; poder + infinitivo. 
Léxico: relacionado con viajes, en avión o en tren; alojamientos e instalaciones; aeropuertos, ferrocarriles, etc.; equipajes.
Cultura: tarifas de vuelos; clases y tarifas de trenes (días azules); “coger” en Hispanoamérica.

UNIDAD 8.

Tema: citas.
Funciones: invitar, proponer, aceptar o rechazar una invitación o propuesta; concertar, aplazar o adelantar una cita.
Gramática: presente de indicativo; tener que + infinitivo; poder + infinitivo; ir a + infinitivo; quedar.
Léxico: relacionado con teléfono o correo electrónico / fax; reuniones de trabajo; orden del día; actas de reuniones. 
Cultura: carácter de los españoles e hispanoamericanos; tópicos; negociaciones; puntualidad; turnos de palabras.

UNIDAD 9.

Tema: una comida o cena de negocios.
Funciones: empezar una conversación; invitar y aceptar o rehusar; ofrecer y aceptar o rechazar algo.
Gramática: imperativo afirmativo; tener ganas de + infinitivo; apetecer.
Léxico: encuentros formales e informales; comidas y bebidas; menús; léxico de restaurantes.
Cultura: qué se come o bebe y a qué hora (hábitos españoles e hispanoamericanos); menú; quién paga; comidas y bebidas típicas; ofrecimientos; puntualidad.

UNIDAD 10.

Tema: la plantilla.
Funciones: dar o pedir informaciones, consejos o sugerencias.
Gramática: se puede x no se puede; imperativo afirmativo y negativo.
Léxico: ocupaciones, puestos de trabajo, actividades y responsabilidades; el equipo de trabajo (directivo, técnico, etc.); organigrama; perfiles y características profesionales.
Cultura: ejemplos de organigramas de empresas.

UNIDAD 11.

Tema: actividades futuras.
Funciones: tomar decisiones; hacer sugerencias, previsiones; hacer conjeturas; hablar del futuro.
Gramática: futuros; ir a + infinitivo; pienso + infinitivo; estoy pensando en + infinitivo; quiero + infinitivo; poder x deber; hay + que; condicionales.
 Léxico: relacionado con presupuestos, aumentos o disminuciones de plantilla, cambios en la estructura de la empresa; planes.
Cultura: relaciones entre los empleados, y entre jefes y subordinados; espacios físicos.

UNIDAD 12.

Tema: un nuevo empleo.
Funciones: describir puestos de trabajo, ventajas y desventajas, comparar; redactar un currículum vitae; redactar cartas formales.
Gramática: pretérito indefinido y perfecto compuesto.
Léxico: ofertas; solicitudes; cualidades; ventajas y desventajas de un empleo; habilidades.
Cultura: el paro; contratos de trabajo; profesiones más populares; mercado laboral para hombres y mujeres; entrevistas; redacción de un currículum; carta de solicitud de empleo o respuesta a un anuncio.

UNIDAD 13.

Tema: las vacaciones.
Funciones: elegir un lugar; organizar el itinerario; describir y comparar ciudades y lugares; volver al trabajo y contar a los compañeros; secuenciar un relato. 
Gramática: pretérito perfecto compuesto y pretérito indefinido.
Léxico: la familia; la vivienda; el barrio, sus establecimientos y servicios; productos turísticos; actividades en vacaciones; ecología y clima; ropas; colores.
Cultura: locales para vacaciones en España e Hispanoamérica; costumbres de vacaciones.

Talvez você está pensando que eu estou me contradizendo ao dizer que a esses alunos não lhes interessa a gramática e seguidamente apresentar- lhes uma proposta na que um dos itens é a gramática. A verdade é que na gramática estão as respostas à maioria das perguntas que o aluno lhe fará, o problema é que para ele não interessa se é um adjetivo ou substantivo, você deve apresentar-lhe as  estruturas gramaticais de forma comunicativa. Lembrem que não nascemos aprendendo gramática, primeiro aprendemos falar porque a língua é um sistema de construção histórico e social, por isso se quer ganhar e manter seus alunos satisfeitos não lhes traumatize com termos gramaticais que não precisa conhecer para se comunicar.

A proposta de Lia Zalszupin pode lhe server para complementar os materiais da sua escola, ou para que você possa se planejar e criar seus próprios materiais no caso de que seja um professor autônomo.
Neste post também tenho a intenção de citar um conjunto de livros que pode usar com seus alunos nesta área dos negócios e de sites que possuem uma inestimável utilidade.

Livros para aprender espanhol voltado aos negócios:

Profesionales: curso de español. Editorial en Clave/ELE.
Profesionales: cuaderno de léxico de banca y economía. Editorial en Clave/ELE
Conexión: curso de español para brasileños. Editorial en Clave/ELE

Sites relacionados ao mundo dos negócios:

Vocabulário:
Instituições e organizações internacionais, políticas, financeiras e comerciais:

Prensa geral:
- Elcastellano
(Relação de diários em espanhol por países existentes atualmente na internet)
- Lanic
(Directory de jornais de países de América Latina)
- Euronews
(Notícias dos países da União Europeia)

Prensa econômica - sites, jornais e revistas:
- Expansión
(Oferece informações sobre mercado, inversão e bolsa)
- Cincodías
(Oferece informações sobre mercado, inversão e bolsa)
- Intereconomía
(Oferece programas de rádio e televisão especializados e centrados nas finanças. Inclui um consultório on-line)
- Eleconomista
(Jornal mexicano especializado em economia, finanças, negócios e política)
- Americaeconomia
(Informações econômicas de América Latina)
- Emprendedores
(Inclui uma área de projetos de negócios e modelos de cartas comerciais)
Dinero
(Revista colombiana especializada em temas empresariais. Inclui  casos reais de empresas espanholas e latino-americanas)
- Expoctador
 (Revista sobre exportação publicada pelo Instituto espanhol de comércio exterior-ICEX)

Dicionários e glossários:
- Taric
(Glossário de comércio exterior)
Economía
(Dicionário econômico-financeiro)

Impresa:
- CreareEmpresas
(Oferece informações para empreender um negócio por conta própria)
- LaEmpresaFamiliar
(Oferece informações sobre empresas familiares,  órgãos de governo, gestão, etc)
- Iefamiliar
(Site do instituto da empresa familiar)
 Accionrse
( Site sobre a responsabilidade social da empresa)
- Iberpyme
(Programa Ibero-Americano de cooperação institucional para o desenvolvimento da pequena e mediana empresa)
- Gerenteweb
(Espácio temático direcionado a pymes)

Marketing e publicidade:
- Soyentrepreneur
(Oferece ferramentas para armar um projeto de negócios, desenhar uma estratégia de mercado, vender por internet, etc.)
- Estrategias
(Inclui aparatos de marketing promocional e anunciantes. Proporciona enlaces a sites do sector)
- Publiworld
(Agências de publicidade em América e Espanha, informações sobre publicidade e marketing)
Promonegocios
(Informações sobre mercado)

Banca e finanças:
- Aprenderbolsa
(Blog sobre a bolsa e os  mercados financeiros. Inclui um glossário)
- Businesscol
( Informações sobre finanças e comércio)
- Degerencia
(Artigos sobre gerência)

 Importação - exportação:
- Icex
(Instituto espanhol de comércio exterior)
- Plancameral
(Inclui ferramentas de apoio ao exportador)
- Oficinascomerciales
(Rede de escritórios comerciais de Espanha no exterior)

Boas aulas!